Pular para o conteúdo principal

um "toque" à essa mulher contemporânea...

Bárbara tem 32 anos. Executiva bem sucedida, trabalha em uma empresa onde ocupa o cargo de diretora financeira. Lida com os digitos o dia todo, e, com a responsabilidade de fazer dar lucro ao dinheiro alheio. Responsabilidades mil acorda cedo e chega depois das nove horas da noite em casa. Mulher bonita com um sorriso de matar. Mas apesar de seus atributos naturais e femininos, não consegue conciliar seus dias entre a vida pessoal e profissional.
Separada há dois anos, não encontrou um homem que entenda sua vida louca. Viagens toda semana e reuniões até altas horas. Aquele chopinho a noite depois do trabalho? Nem pensar...é direto para casa, tomar banho e cama.
Foi essa mulher que entrevistei ontem, em uma brecha que "teve que ter" e agendar para ir ao meu consultório. Me procurou para fazer um trabalho de couch. Isso mesmo...treiná-la para uma vida melhor, mais feliz e ao mesmo tempo ser bem sucedida com tranqülidade, não desesperada por trabalho...

Relatou que anda estressada, com o sono perturbado, dores pelo corpo....Sentiu que era hora de parar e refazer a estrutura de sua vida.

Conversamos bastante e traçamos nosso plano de ação para 2009. "Quero ser melhor do que fui até hoje. Sou bem sucedida, mas preciso ser feliz." Disse a jovem executiva sobre suas expectativas de mudança.
Bárbara tem tudo o que deseja - roupas caras, maquiagens aos borbotões, dinheiro sobrando mesmo em época de crise. Empreendedora nata lutou desde cedo para estar nesse lugar privilegiado do mercado de trabalho: entre os vencedores. No entanto não consegue namorar, refazer sua vida com alguém por falta de tempo. E se viu nesse fim de ano que passou, refletindo sobre uma nova maneira de olhar para o futuro...sem tantas cifras mas com mais carinho e atenção ao próximo. Coisa que percebeu não ter tido tempo para fazer - telefonar para os amigos, sair com eles e dar colo aos seus pais. Amar sem medo de perder a liberdade. Fico contente em estar vendo que mulheres e homens que tanto trabalham e são obcecados pelo poder, estão procurando ajuda. Afinal, aquela fala que diz: dinheiro não é tudo...nesses tempos está fazendo doer muitos corações.
Em meu trabalho atendo profissionais procurando ajuda para entender o porquê de serem tão bem sucedidos e mesmo assim, não felizes. O mais interessante é que , atualmente, escrevo meu novo livro sobre esses homens e mulheres que afastaram-se do prazer e alegria em viver, e, só pensam em trabalho. Compulsão? Talvez....mas a nossa natureza pede para que possamos descobrir, qual a maneira de dar o freio a esse desespero .
Cada vez mais desenvolvo esse tipo de trabalho tão antigo e, nos tempos atuais, mais do que nunca, contemporâneo. Já que muitos de nós sofrem desse mal - a eterna falta de tempo para amar, se cuidar e sentir-se mais livre para viver....
Se é uma mulher assim, como Bárbara, procure ajuda. Não deixe que o pouco tempo que imagina ter, seja o norte de sua vida. Acredite! Pode equilibrar esses dois estados de ser - o pessoal e profissional. E de quebra aprender o quê fazer com o sucesso que adquiriu.
obs: nome fictício e história pessoal repaginada para preservar a identidade da entrevistada.
bjks
beth valentim

Comentários

  1. Boa noite!

    Estudar a história da mulher e ver como ela tem avançado assustadoramente, provando em poucas décadas o que estava 'congelado', 'encoberto' a décadas.
    Tem atualmente um grau de estudo superior aos dos homens, entretanto, salários mais baixos e reconhecimento idem.
    Essa luta por um lugar ao sol profissional talvez tenha se tornado uma luta desumana a medida que a mulher se afasta de seus instintos naturais, ou seja, a capacidade de amar incondicionalmente, começando por si própria.
    Bela matéria (imagine o livro).
    Beijos, Beth.

    ResponderExcluir
  2. obrigada ligia querida...vc é sempre mt carinhosa comigo.
    bjks
    beth valentim

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

A mulher inesquecivel para um homem...

...A mulher que é muito mais que um "corpo"...Sim, ELA sabe conquistar...
figuras reproduzidas
                                           “Você me faz querer ser um homem melhor”
filme : Melhor Impossível

Já disse por aqui que existe diferença entre mulher "gostosa" e a que possui "gostosura"...A que não tem o corpo recortado, a bunda empinada e seios fartos, mas a que quando atravessa os caminhos faz tremer a terra, o vento sopra diferente e o céu se abre para sorrir...Essa mulher, a que não se sabe a razão mas deixa um homem hipnotizado, é a que embala os sonhos masculinos...Édoce o suficiente para não melar e forte até que uma lágrima role em sua face...

Existem mulheres que inspiram os homens, claro que algumas deixam-os com medo, eles se afastam porque não sabem conviver com tamanho poder...As poderosas que mais parecem guerreiras sem alma, mas por aqui falo das que mesmo nas piores dificuldades enfrentam os mares, as enchentes e os suores das batalhas...…

o que uma cena de amor faz com a gente...

...Difícil é esquecer algo assim...Aiai... figura reproduzida Como definir o amor. Talvez nunca possamos entender o que realmente o amor faz com a gente, como nos transforma, nos deixa mexidos, mas quando uma cena de amor é bem feita, de filme ou de novela ou de teatro, não importa, ela toca profundamente a alma.

Aquele homem perdidamente apaixonado pelo corpo de uma mulher. O degustar dos desejos. Os olhares que como sintonia perfeita se encaixam, se perguntam se respondem. Fico a imaginar coisas malucas quando assisto algo assim e confesso, mexe demais comigo, até a raiz do cabelo, o fio de ouro das teias do coração ou as pontas do espirito acenam.

Uma cena de amor desperta a saudade que parecia estar adormecida. Faz transbordar falas, silêncios, coisas entre duas pessoas que somente eles conhecem. As mãos que entrelaçam quando no ápice da paixão elas precisam parecer segurar o que sentem. Os sussurros que como alívios entoam ou encantam os momentos em que suores, fluidos, marchas de pa…

Sobre as etapas do amor...

Que delícia é o amor, mas...ele vai mostrar para que veio... figura reproduzida Se o amor é mágico, por que dói tanto em vez de divertir. Bem, sobre o amor eu diria que você o faz, constrói e na medida do seu amor próprio. Se estiver em baixa nesse quesito, pode ter certeza de que irá atrair pessoas também do mesmo top ou que desejam alimentar-se de suas dificuldades.

Sobre o amor tem dias que tudo dá certo e já em outros...Ah porém é mesmo bom que acostume-se com esse vai e vem, porque o amor é vaidoso e não suporta desafios nem ser deixado de lado. Quer ser o primeiro da lista e quando sente que a coisa está ficando feia pra o lado dele, foge ou mesmo olha para outra direção.

Sobre o amor temos que conversar muito, claro, que sentimento é esse conhecido universalmente? Todos sabem como é, todos o definem com propriedade, mesmo capenga, e não há quem não já o tenha sentido.

Vamos por partes - Conhecer alguém é mesmo muito bom, mas você sabe que no primeiro encontro a entrevista vai rolar.…

você pode caminhar na Terra como se fosse o céu...

...Por favor, transforme seus passos, em qualquer lugar, em bons passos...Refresque seu caminho, ressurja e pise com convicção... figura reproduzida Bom mesmo é caminhar na Terra como se fosse o céu. Mas é preciso ter fé, muita fé. Crer que um dia vai acontecer com a sua vida o que sempre sonhou e, de quebra, fazer a busca dentro de si mesmo e encontrar seus melhores tesouros.

Viver é mesmo uma arte. Quem souber combinar as cores, os matizes, vai encontrar bons pontos de paz e alegria...Quanto as sombras, bem, elas existem, mas se fizer umas que não lhe deem medo, vai poder olhar, sentir, aprender e seguir em frente.

Você pode caminhar na Terra como se fosse o céu, ele sempre é construído por você mesmo. Nunca espere dos outros que lhe ofereçam estrelas para enfeitar esse espaço, pode ser que aconteça, mas se não acontecer, confeccione suas próprias estrelas e ilumine as suas noites para que fiquem como se fossem dias e que sempre lhe tragam boas novas...boas e excelentes esperanças, algo…

De pernas para o ar...

Mais um domingo especial... figura reproduzida Já me preparando para um domingo maravilhoso e acordada escrevendo meu novo livro. Depois de ir ao cinema, curtir o sábado, enfim, mente de escritor não descansa e começo esse domingo de dezembro com muita inspiração.

Sei que é tarde, mas é quando tenho silêncio absoluto para refletir, pesquisar, sentir a emoção das palavras. E esse livro é realmente diferente e preciso de muita coragem, se Deus quiser terei.

Um bom domingo para você!
Aproveite!
Curta cada momento, porque na vida os momentos valem ouro.
Beijos
Beth Valentim

Loucos por pés...Parte I

Como clunista do site "Bolsa de mulher" escrevia sobre sexualidade. As sensações, dicas, enfim, agora que decidi não mais fazer parte do site devido a uma questão de escolha e ficar livre por aqui e outros veículos,  bem, vou reformular os textos e postar em nosso Blog. Afinal, que mulher não merece ler esse tipo de artigo? E mais... Muitos homens nos acompanhavam, porque adoravam entender a mulher e me direcionavam muitos e-mails e comentários. Bem, estão todos convidados, uma vez por semana estamos por aqui com esses textos e tenho certeza que vai adorar.


Quando os pés causam desejo...
Não é a toa que o príncipe da história dos Contos de Fadas “Cinderela” se apaixona pela garota que perde seu sapatinho de cristal ao descer as escadarias do palácio, no baile e durante as badaladas da meia-noite. Conta a história que ele ficou a noite toda olhando aquele sapato, apaixonado, e enviou mensageiros por toda a parte do seu domínio para encontrar a dona de pés tão delicados que pude…

Desejo sexual...

Esse é um texto que escrevi para o "Bolsa de mulher" como colunista.
Repaginadíssimo! Relembrando...

Desejo sexual...Por que uns têm mais e outros menos? Por que algumas mulheres ficam tão encantadoramente “possuídas” de um sentimento forte de prazer no momento do sexo? Existe um segredo para se chegar “lá”? No tão esperado estado de desejo que pode deixar uma mulher entregue ao seu parceiro, a ponto de chegar ao orgasmo profundo que a faz sentir-se totalmente tomada, por uma sensação indescritível de prazer? 
Pois bem...O desejo sexual é complexo. É formado pela união dos fatores biológicos, psicológicos e sociais.Os três interagindo de maneira harmônica podem levar a mulher a sentir-se segura, mais disponível para o sexo e para o prazer em qualquer prática sexual. 
Os fatores biopsicosociais interferem diretamente nas sensações da mulher. Se ela se sente reprimida, com certeza algum fato em sua história passada a faz “boicotar” suas emoções no momento da relação sexual. O mesmo…

Apenas um recadinho...sobre o amor...

Fica de olho , porque amar é com asas e não com paraquedas quebrado... figura reproduzida E ainda assim seremos ótimos se dissermos não ao que nos faz sofrer. Tirar pedaços não é algo bacana quando se fala de um relacionamento. Somos inteiros e , portanto, que possamos doar e receber o que também é inteiro. De migalhas chega... e o amor não se faz aos retalhos e sim de iguarias muito especiais.
Fica aqui a reflexão...para você ELA ou para você ELE.
Beijos
Beth Valentim

Tempo de perdoar...

...Perdoa, sinta-se livre para continuar sem esse peso da mágoa... figura reproduzida Certa vez escrevi em um dos meus livros que o perdão é a obra de Deus. Sinceramente ainda acredito nessa afirmação, porque perdoar é algo tão especial e valoroso que temos que estar diante de uma chance valorosa de ser melhor quando assim sentimos.

Orgulho. Desejo de vingança. A sensação de que o peito vai explodir porque não aconteceu como gostaríamos ou porque o outro não foi capaz de entender o que sentimos. E como poder controlar tudo isso, não é mesmo? Queríamos amor puro, trocar palavras boas, poder dizer o que pensamos, mas o que possuímos é o tempo todo ter que controlar emoções...É a vida, é assim que as pessoas são, a vida, todos nós, e as deficiências que possuímos por não poder perdoar, esquecer mágoas e seguir em frente com a certeza de que viver o melhor é a opção correta para ser feliz.

Tempo de sentir as coisas como são.
Tempo de resgatar momentos.
Tempo de cultivar coisas boas.
Tempo de dei…

Mulheres maduras...

...Ah mulher, você é bELA...Vai... figura reproduzida E quando se aproximam os trinta anos as mulheres se perguntam tantas coisas. As cobranças chegam e as inúmeras perguntas também. Seria a partir daí um marco da independência ou a virada para um novo estilo de vida e que pode ser fascinante.

Mulheres maduras não pensam em aventuras, vivem aventuras.
Mulheres maduras não traem, dão uma escapadinha.
Mulheres maduras fazem sexo como se fosse a última vez, beijam e sentem o mistério do tempo nos lábios e divertem-se para poderem ter sonhos incríveis.
Mulheres maduras trabalham para obter riquezas da liberdade. Despem-se sem envergonharem-se de suas curvas que foram esculpidas por anos de sabedoria.
Culpam-se menos, torturam-se somente quando sentem o frisson de comerem um doce em paz. Mulheres maduras sentem o desejo a flor da pele como se essa fosse desfolhar para em carne viva receber a brisa do anoitecer.
Elas olham as estrelas e sorriem. Despertam lindas porque não se preocupam com pequenas…