Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 1, 2009

quem sabe do amor...e da traição...

Amar é algo quase sobrenatural. Quando a mãe tem seu primeiro filho, experimenta essa grandeza...amar acima de tudo aquele ser pequenino e tão frágil. Ela quer proteger, cuidar...e ai de quem chega perto e lhe faça algo que pode ser prejudicial. Vira loba. Onça. Fera. E sai em direção à sua cria para salvá-lo de alguma coisa que seu faro maternal pressentiu. Amar é sublime...delicado...trás lembranças que podem estar guardadas há tempo no coração. Fica-se mais sensível, doce, e também maternal. Que vontade a mulher tem de cuidar de quem ama! Lavar, passar, dar comidinha na boca...Essa época já passou? Duvido muito e também que passe algum dia...E olha que conheço bem a mulher guerreira de hoje, que sai cedo para o trabalho e volta para casa tarde da noite e ainda tem que cuidar dos afazeres caseiros. É verdade...mulher jamais vai perder sua feminilidade. Essa "coisa" guardada no peito que diz: "posso ser mãe". E por essa razão tem bolsinhas guardadas em si mesma, ch…

suportando o inevitável...

Existem coisas mais fortes do que nós...O acaso é uma delas. E nada podemos fazer que desfaça algo que está escrito, que temos que viver. Há pessoas que se esbarram nos lugares mais impossíveis - onde a chuva cai forte e sequer pode-se enxergar um palmo diante dos olhos. Mas aquela imagem se torna real e pronto. Um encontro que marca, que faz ressurgir coisas do passado... Tenho pensado muito em tipos de encontros assim. E desencontros também. No primeiro caso, alguns são saborosos. Trazem alegria. Vivacidade. No segundo podem ser constrangedores. Não estamos preparados. Mas, mesmo assim, temos que vivê-lo. Não falo somente de encontros entre homens e mulheres. Mas também entre amigos. E desencontros idem. Sabe aquela pessoa que você jurou tempos atrás, que era amigo para sempre? Ou que com ela o casamento seria eterno? Que tudo combinava direitinho? Pois é...Os momentos passaram e tempos depois vocês se viram. Que diferença! Nada batia. Nada se encaixava. Pouca intimidade. Distaciamen…

isto é que é glamour...

Tudo que começar a fazer daqui em diante, pense: " Sou importante, tenho talento e sou boa no que faço". Saia da caverna e direcione sua vida para os objetivos.Metas. Sempre. Elas são as setas que nos direcionam para frente. Acreditar que podemos, a cada dia, superar uma tormenta, decepção, tristeza...E por que não? Somos filhas de Deus para isso, também:sofrer. Não queira ser tratada como uma mimada. Seja guerreira. Saiba que as coisas se dão desse jeito mesmo: às vezes tão complicadas que passa por um minuto - e é bom que seja assim, em desistir. A vida não é como imaginamos. Sempre linda, extrovertida e fugaz. Ela sabe dolorir.Esvaziar. E fazer repensar. É vaidosa também. Tem lá "seus orgulhos".Pecados.Inseguranças. Somos parte dela. Mas o maiordesejo é superar. Estar sempre a frente quando se preparar para o front. Não dar a cara para bater sem proteção. Afinal, qual o guerreiro histórico que fez dessa maneira? Nessa semana que inicia, vamos ser mais otimistas.