Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 16, 2013

passos com o amor junto...

...Passos com todo amor... figura reproduzida Joana é uma mulher intensa...Adora alegrias infames, esportes radicais...tem muitos amigos, mas nenhum amor...Muitos amores ingênuos, pretendentes sagazes, amigos de instantes e efêmeras ligações que nunca dão em nada. Talvez você já tenha escutado algo assim sobre alguém, quem sabe sobre si mesmo, si mesma, e, mesmo assim continua tentando com os passos do amor encontrar alguém que satisfaça as diferenças internas, que preencha algumas lacunas...Quem sabe? Quantas Joanas, quantos Joãos, quantas pessoas que imaginam que viveriam o futuro de maneira equilibrada, mas estão sozinhos, em busca ou mesmo sonhando que em algum lugar possa existir quem compartilhe uma viagem, um encontro, uma saída, uma alegria. Talvez você tenha esse tipo, esse estilo de ser e que perturba o outro e deixa com que os corações fiquem confusos. Dispersa. Faz de conta. Simula. Seduz. No entanto, retorna sozinho para casa e ainda assim, se sente muito bem. Passos e amor, co…

poucas palavras...

...Em vez de falar demais, reze, reflita, mas, por favor, economize as palavras quando não for possível se controlar... (figura reproduzida) Aquele dia de poucas palavras....De poder ficar sereno, em paz e mesmo assim dizer tudo. O som da sabedoria nos ensina que nesse tom podemos alcançar muito e com um conjunto mínimo de dignas letras, é possível entender e se fazer entender.


Poucas palavras que nos descrevem, um sim ou um não que adianta a correria ou o estancar dos passos. Não precisa atirar com força nem solicitar respostas, na verdade elas já estão com você, em você e é com uma frase que podemos definir a vida.
Feliz.
Amor.
Paz.
Saúde.
Fraternidade.
Respeito.
Solidariedade.

E com algumas outras únicas palavras com poucas letras, os sentimentos se expandem, tocam, fazem nos arder por dentro e continuar sendo como sempre deve ter sido, encorajado e determinado.
Beijos
Beth Valentim

esquecer ou não esquecer...eis a questão...

...Não tem jeito, sempre vai existir alguém em algum momento que vai continuar falando e falando e você vai ter que saber lidar com isso....ou decidir não ouvir mais... figura reproduzida "Ser ofendido não tem importância nenhuma, a não ser que nos continuemos a lembrar disso." Confúcio
Que não podemos ter controle sobre as ofensas alheias, isso temos certeza. Aliás, da boca de descontrolados saem fagulhas que se espalham por todos os lados e não existe extintor que possa controlar as chamas que queimam o próximo, fazer o que?
Viver é além de tudo, ter que aprender a absorver os golpes...Golpes de todo o tipo e ser ofendido realmente não tem importância, as não ser que você continue a lembrar disso...

Perdoar é um sentimento complicado, nem sempre vem a tona rapidamente e dependendo do fato demora anos para ser digerido...Mas esquecer é quase impossível. Talvez você perceba que perdoou ou na verdade deixou para lá, se afastou, tentou fechar os olhos para não lembrar do que acontec…

nesse amor do vai e vem das coisas...

...O equilíbrio que faz com o que foi, retorne... figura reproduzida Nesse amor do vai e vem das coisas eu me equilibro. Sinto frio, me arrepio, me faço de bobo e no fundo eu sou mesmo idiota. Apesar dos meus anos todos, me vejo pequeno diante de certos sentimentos que poderiam ser mais bonitos...Viver a alegria, sentir de perto as pessoas e poder desfrutar caminhos que me levem a jardins floridos. Mas não, assim como em meus momentos de pequenez vejo muitas pessoas escolherem atalhos vadios....Sim, terra não trabalhada e espinhosa...ventos fortes que fazem doer o rosto, cegam os olhos e o tropeço é inevitável.

Nesse amor de vai e vem das coisas deixo de lado abraços, alguns beijos que poderiam aquecer meus lábios em certas noites...mas prefiro ser o certinho incerto, viver ditando regras para não ser julgado, no fundo, por mim mesmo.


E nessa coisa da vida que também vai e vem, me curto muito pouco, me olho no espelho e encaro a transparência das torturas que invadem de maneira sobrenatur…

enquanto o amor não chegar...

Estarei aqui, sempre aqui a esperar... enquanto o amor não chegar...
figura reproduzida


Estarei no burburinho dos meus pensamentos enquanto o amor não chegar. Vou viver as alegrias, amar as pessoas como elas são, desenvolver meus talentos. Enquanto o amor não chegar serei fiel ao que tiver de melhor para existir... Serei digno, serei motivado, serei lutador com o afinco dos especiais seres que vivem...
Enquanto o amor não chegar vou ter fé e subir montanhas íngremes. Vou aceitar as frustrações e lutar para que elas não me abatam. Sairei de férias e vou conhecer lugares incríveis...pessoas, amores fugazes, beijos fortuitos, abraços apertados, laços frouxos, insônias, sonos, dormências, eficazes arrepios e lampejos de felicidade..

E enquanto eu não encontrar um amor estarei completamente nua perante esse sentimento. Reverenciarei suas vaidades e aceitarei suas virtudes... Vou beber vinho tinto ou champanhe para celebrar as noites fogosas, as insensíveis também... Vou dormir com o sono dos cansados…

um dia de fé...

...Mais um dia em que só a fé ajuda... figura reproduzida Senhor, por favor, me diz como seguir esse caminho. Me vista de guerreiro, me dê forças para suportar as dores que sinto...Me refaça por inteiro e se não for possível conceder todas as coisas que me faça prosseguir...sentir que posso, sentir que vou chegar onde desejo e realizar meus sonhos...

A vida não é fácil, e, seja como for deve ser seguida....Você vacila, você sofre, você se sente imensamente desesperado, pois é, aceite e refaça o script, leia o roteiro inúmeras vezes, sinta-se capaz de superar e tenha fé...A fé nos impulsiona, nos faz entender que a paz pode controlar as emoções e se ainda estiver desequilibrado, pare, reze, fixe os pensamentos no Bem, no melhor...Pese o lado bom de suas conquistas e não olhe mais para trás.

Hoje mais um dia de fé, entre tantos outros que eu e você vivemos. Que ele seja o início de novas oportunidades para que a sua felicidade esteja em alta...Sempre...
Beijos
Beth Valentim

de pernas para o ar...

...Mais um domingo, que delícia... figura reproduzida Acordei muito cedo, o dia estava lindo...o sol fazia o céu brilhar, ainda mais...e saí para iniciar meu domingo com a beleza estampando o meu coração.

Peguei a bike e fui tomar café da manhã naquele lugar que já falei por aqui...Que delícia, um espaço pequeno e com xícaras brancas e pãozinho quente, leiteira pequenina e tudo com delicadeza como merece uma manhã assim...

Depois de trocar palavras com pessoas conhecidas e outras não, pedalei até um local onde vende plantas....Lindo! Tudo lá é lindo...Nem poderia trazer plantas comigo, mas fui ver a natureza implodindo aquele espaço e as flores, o verde, os objetos que você sonha comprar mas nem tem mais espaço em casa...Mas sonhar é bom, não é mesmo? Na casa nova que vai ter um dia, no cachorro amigo que vai ficar ao seu lado enquanto lê o jornal de domingo na cadeira branca espreguiçadeira e com o sol esquentando a pele...

Voltei e estou aqui a escrever o post...Que delícia poder ter cer…