Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 17, 2017

Preste atenção no que diz sua alma...

"Uma história de verdade fica marcada para sempre. Sela seu coração e faz você feliz. É tão bom entregar-se a alguém que merece você... Mas também deve aprender a escolher a quem contar o que sente. Podemos nos enganar se não prestarmos atenção no que diz nossa alma". 

Esse é um trecho de meu primeiro livro impresso, "Essa tal felicidade". Hoje ele é vendido em digital e em algumas livrarias ainda é encontrado em "papel".

O que seria uma história de verdade? Você vive uma assim ou continua "pisando em ovos" ou mesmo caminhando à margem da realidade e machucando-se demais.

Sabe? Aprendi muitas coisas em meu caminho de vida. Uma delas foi optar por olhar um pouco a mais do que o habitual para todos os lados, até para dentro de mim.

Tem dias que quase nada enxergo. Nublado. Talvez até negação da verdade. Porém algo me faz estar certa de que não posso decidir agora, quando o tempo não estiver favorável e eu a merce da maré flutuante e instável.

A escolha…

Realize...

Não se importe tanto.
Vá para o front e lute.
Sinta-se livre para escolher e não amarrado ao chão como se não tivesse vida.
Acredite!
Saia do lugar.
Vibre!
Realize.
Beijos
Beth Valentim

Não se ponha ao lado do "menos"...

Beijos Beth Valentim figura reproduzida

Deixa partir...Bein

Beijos
Beth Valentim
figura reproduzida

"Coisa de mulher" livro de Beth Valentim...Top Top Top

Hoje, 20 de setembro de 2017 o nosso livro está na posição 5 da categoria Top Saúde, Mente e Corpo, iTunes e outras livrarias. Entre 200!
Na posição 35 na Categoria geral de livro de todos os temas, sendo o 35 entre 200!

Sinceramente, fico grata a todos que torcem por mim e leram o livro e conferem que as palavras podem nos fazer muito bem e essas, escrevi com o coração.
Há mais de quatro anos na lista dos mais vendidos!
Por Beth Valentim Beijos! iTunes, Google Play, Saraiva entre outras livrarias top!!!

Solidão seria mesmo algo ruim de viver?...

Porque tudo na vida é o atravessar de pontes... Então, de uns tempos para cá tenho sentido que o estado "sozinho" é algo libertador. Ser multidão é bom, as gargalhadas veem, os olhos brilham, mas as luzes depois se apagam. Se você for visitar aquele chão no qual dançou, beijou, amou por uma noite, viveu coisas muito legais, enfim, esse lugar está vazio, sujo, e é tão diferente da realidade...

Experimentar o frescor da música, do balanço da cintura, dos pés calçados em salto agulha....Sim, é bom demais, mas às vezes é especial experimentar o querer ser só. Sem culpa. Sem o desejo inquieto de estar sempre ao lado de alguém. Sem sonhar o impossível.

De uns tempos para cá escuto meu silêncio como escuto as águas de um rio ao descerem seu leito. Quando são límpidas enxergo sua alma e assim como quando meu silêncio é verdadeiro, a sensação é de dialogar com a minha alma, não fraquejar e sim estar ali nesse lugar somente meu, a construir e construir um novo formato para o amanhã.

A sol…